segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Tocha paralímpica emociona crianças deficientes visuais (Foto: Reprodução/TV Globo)Uma tocha paralímpica paralela promete emocionar crianças deficientes nesta terça (6). A chama vai passar por duas instituições, na Tijuca e na Urca, e terminará o dia no Cristo Redentor. Estudantes do Instituto Benjamin Constant, referência para deficientes visuais, as crianças Ruan e Juliana conheceram a tocha antes da passagem oficial como mostrou o Bom Dia Rio desta segunda (5).
O objeto, que vem grafado em braile, agradou muito as crianças, que reconheceram os valores da tocha. "Coragem e determinação", leu o menino. Eles comemoraram a passagem do revezamento da tocha paralela pela escola em que estudam. "Vai passar aqui, nessa pista aqui? Legal!", triste mesmo foi a hora de deixar a tocha ir embora: ninguém queria parar de brincar.
Rio recebe chama paralímpica- A chama paralímpica desembarca no Rio terça-feira (6), depois de desembarcar no Brasil na última quinta (1º). A chama passa pelas ruas do Centro, Vila Isabel e Grajaú, na Zona Norte, e segue para Campo Grande, Bangu e Deodoro, na Zona Oeste, vai para Madureira, para uma celebração no Parque Madureira e passa a noite no Museu do Amanhã.
Na quarta-feira (7), grande dia da abertura do evento, a tocha passa pelo Recreio e Barra, na Zona Oeste, e Leblon, Ipanema e Copacabana, na Zona Sul.
Antes da chegada à cidade paralímpica,a chama rodou por várias regiões do Brasil. No revezamento paralímpico, cada lugar por onde a tocha passa representa um dos valores da competição. Brasília representou a igualdade, Belém, a detarminação, Natal, a inspiração, Joinville, coragem, São Paulo, transformação. As chamas chegam por estradas digitais, e serão enviadas virtualmente. Por aqui, o valor olímpico representado é a paixão.



Fonte: G1

0 comentários:

Postar um comentário