quarta-feira, 9 de agosto de 2017











No primeiro semestre de 2017, 18.948 multas foram 
aplicadas em Salvador por uso de celular ao volante, 
segundo dados divulgados nesta terça-feira (8) 
pela Superitendência Municipal de 
Trânsito (Transalvador). O número é 18% maior que 
o registrado no mesmo período do ano passado, 
quando houve 16.046 notificações a motoristas.
Falar no celular quando se está dirigindo é infração 
considerada média. A multa é de R$ 130,16. Já 
manusear o celular, sem que ele esteja no ouvido, 
mesmo quando se está parado no semâforo, é 
considerada infração gravíssima e a multa é 
de R$ 293,47.
De janeiro a junho desse ano, foram 8.877 notificações
a motoristas flagrados falando ao celular e 
outras 10.071 notificações pelo manuseio do aparelho 
durante a direção. O condutor flagrado três vezes 
manuseando o celular no período de 12 meses 
pode ainda perder a carteira.
"Isso faz com que, hoje, o número de autuações 
aumente, porque já está enquadrado esse perfil de 
pessoas que estão manuseando justamente no 
texto legal. Quando você está digitando, você baixa 
a cabeça e, desta forma, compromete, a atenção e a 
visualização de qualquer objeto que esteja a frente 
do veículo", destaca o especialista em trânsito 
Genésio Luigi.
A unica forma permitida pelo Código Nacional de 
Trânsito para atender o celular quando se está no 
volante é por meio do viva voz acomplado ao carro, 
que funciona através do bluetooth. Isso porque o 
condutor pode atender a ligação sem ficar com o 
celular nas mãos.
Os condutores que não têm esse dispositivo para 
atender às ligações devem estacionar o carro e 
permanecer parados até concluir o contato telefônico.





Fonte: G1

0 comentários:

Postar um comentário