terça-feira, 11 de julho de 2017










Pelo menos 15 beneficiários do Instituto Nacional do 
Seguro Social (INSS) de Lauro de Freitas, na região 
metropolitana de Salvador, tiveram o dinheiro do auxílio
 depositado desaparecido das contas entre junho e julho
 deste ano, de acordo com a Polícia Civil. A suspeita é 
de clonagem do cartão das vítimas feita por uma 
quadrilha de estelionatários.
"Uma quadrilha. Provavelmente as pessoas fizeram
um estudo antecipado com o uso de um ‘chupa cabra’
para colher essas informações e estão realizando 
saques indevidos nas contas dos beneficiários. O horário
 dos saques geralmente é entre as 6h e 7h. A pessoa 
que utiliza desses cartões para fazer o saque, está em 
posse de cartões e das senhas dos beneficiários e 
efetua os saques na agência", diz a delegada Elaine 
Laranjeira, da delegacia de Itinga.
A agência bancária já forneceu à polícia imagens das
câmeras de segurança que mostram um jovem 
fazendo o saque bem cedo, para não levantar 
suspeita da polícia.
Uma das vítimas foi um homem que preferiu não se 
identificar, por motivo de segurança. Ele foi fazer saque
do auxílio-doença que recebe todo mês e percebeu 
que boa parte do dinheiro já havia sido sacada. Foram 
dois saques que totalizaram R$ 2.500 em um dia e, no 
outro, a conta foi zerada, levaram mais R$ 616. 
Assustado, ele saiu da agência e foi denunciar o caso
à polícia.
"Nós ficamos na insegurança, porque se aconteceu 
agora, como é que eu vou ter garantia de que mês que 
vem não vai ter de novo? O banco já ressarciu [o dinheiro]", 
diz.



Fonte: G1

0 comentários:

Postar um comentário