sábado, 29 de julho de 2017













Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou
nesta sexta-feira (28) que durante o mês de agosto 
vai vigorar a bandeira tarifária de cor vermelha, 
patamar 1. Isso significa que aumentará para R$ 3 
o valor da taxa extra cobrada para cada 100 kWh 
de energia consumidos.
Ao longo do mês de julho, vigorou a bandeira amarela, 
que implica na cobrança de R$ 2 para cada 100 kWh 
consumidos.
A evolução das cores da bandeira aponta que o custo 
de produção de energia no país subiu. Isso ocorre 
porque a falta de chuvas reduziu o armazenamento dos reservatórios das hidrelétricas, que passam a produzir 
menos eletricidade.
Para compensar a queda na produção das hidrelétricas, 
o governo aciona mais termelétricas. Entretanto, essas 
usinas geram energia mais cara, por meio da queima de combustíveis como óleo e gás natural.
É para cobrir o custo extra com o uso de mais 
termelétricas que a bandeira tarifária mudou para 
patamar mais alto.
Em nota, a Aneel informou que "o fator que determinou o acionamento da bandeira vermelha no patamar 1 foi o 
aumento do custo de geração de energia elétrica."
A agência orientou ainda os consumidores a "intensificar 
o uso eficiente de energia elétrica e combater os 
desperdícios", para minimizar os efeitos do aumento 
da taxa extra nas contas de luz.
Marcelo Parodi, da Compass Energia, avaliou que a 
bandeira vermelha, que neste ano já foi acionada em 
abril e maio, deve gerar aumento de 5% nas conas de 
luz em agosto.




Fonte: G1

0 comentários:

Postar um comentário