quinta-feira, 1 de junho de 2017

O apresentador Danilo Gentili foi acionado judicialmente pelo jornalista Gilberto Dimenstein, responsável pelo site “Catraca Livre”,  e terá que apagar postagens das redes sociais, com pena de multa de R$ 1.000 por dia, caso demore de excluir o conteúdo. O comediante é réu no processo em que foi derrotado em primeira instância, por ter chamado o jornalista de “repugnante” no Facebook, ao reclamar de uma postagem do portal.  “O repugnante Gilberto Dimenstein e seu bebê de Rosemere [sic] Catraca Livre são aqueles que tiraram proveito da lamentável tragédia da Chapecoense em troca de cliquezinhos e defendia ditaduras e políticos criminosos. Mas, para eles, piada entre amigos não pode. É ‘incorreto’. Atenção Dimenstein e Catraca Livre: conforme a imagem abaixo sugere, tem um canavial de #$%& esperando por vocês. Se quiserem, eu até tatuo a cara do Lula ou Fidel nelas”, escreveu o apresentador na publicação que lhe rendeu penalidades. Dimenstein ainda pede uma indenização de R$ 100 mil, a qual o réu tem direito a recorrer no prazo de 15 dias. Gentilli tem colecionado problemas com suas postagens, recentemente ele recebeu uma notificação judicial movida pela deputada Maria do Rosário, causando mais um imbróglio ao responder a parlamentar (lembre aqui).






Fonte: Holofote

0 comentários:

Postar um comentário