quinta-feira, 15 de setembro de 2016


Com o objetivo de discutir o fomento do Turismo de Base Comunitária (TBC), a partir da Economia Solidária (Ecosol), o secretário de Turismo e Esportes, Josenaldo Cerqueira, participou de uma reunião no assentamento João Amazonas, localizado na zona rural norte de Ilhéus, na manhã da última terça, 13. O encontro contou com as presenças de Lívia Borges, coordenadora de Inovação e Fomento à Economia Solidária da Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) do Governo da Bahia, Eduardo César Correia, coordenador nacional do Movimento de Luta pela Terra (MLT) e Elias Bispo, presidente da Cooperativa Mista de Agropecuária.

Na ocasião, foi debatido o projeto que pretende incluir a comunidade local na cadeia socioprodutiva, por meio da produção e comercialização de seus produtos e do receptivo turístico. A ideia também inclui a recuperação completa de um casario para servir como uma unidade de beneficiamento de cacau e chocolate.

De acordo com Lívia Borges, "a ideia é que o assentamento seja também um local de comercialização dos produtos. A próxima etapa do plano requer essa análise, que prevê o cumprimento de algumas diligências para a continuidade ao processo de aprovação e celebração do convênio,  e assim colocar as atividades em prática".

Durante o evento, também foi destacado o papel da prefeitura de Ilhéus, por meio da Setur, como fomentadora do turismo comunitário na localidade, e demonstrada a articulação que a secretaria realiza para efetivação do projeto em discussão, junto ao Governo de Estado, através da Setre. O projeto pretende beneficiar diretamente 76 famílias do assentamento João Amazonas.

Josenaldo Cerqueira considera cada vez mais importante agregar outras atividades que desenvolvam as atividades da pequena produção e da agricultura familiar. "Isso é fundamental porque mostra que o projeto de base turística comunitária é uma questão viável. Então, cada vez que ampliamos nossas parcerias, entre o município, o Estado e a comunidade, melhoramos as condições do nosso povo", concluiu. 





Secretaria de Comunicação Social – Secom

0 comentários:

Postar um comentário