sexta-feira, 29 de julho de 2016

Pum sem cheiro pode indicar desordens psiquiátricas e epilepsia, descobre estudo

Pesquisadores da Universidade Estatal de Moscou, na Rússia, publicaram recentemente um extenso estudo sobre a importância do pum. Como resultado, descobriram que a mesma substância responsável pelo cheiro dos gases, o sulfeto de hidrogênio (H2S) pode indicar desordens psiquiátricas e epilepsia. Portanto, um pum sem cheiro pode ser um alerta. Uma curiosidade é que pacientes com Síndrome de Down produzem a substância em quantidade extra. Já a amônia (NH3), pode causar inflamação no cérebro quando presente em concentrações excessivas, segundo informações da revista Super Interessante. "Possivelmente, nossas descobertas serão implementadas na prática médica e psiquiátrica. Elas servirão para o tratamento e prevenção de doenças neuropsiquiátricas (incluindo depressão, agressividade e outras), usando gasotransmissores microbiais. Me parece plausível, por exemplo, que tentar normalizar o conteúdo de amônia com a ajuda de bactérias introduzidas no corpo seja um possível tratamento futuro", explicou Alexander Oleskin, condutor do estudo. Os pesquisadores ainda observaram que os gases liberados pelos seres humanos contêm principalmente hidrogênio (50%), metano (10%), nitrogênio, oxigênio, dióxido de carbono e sulfeto de hidrogênio. Todos os últimos em quantidade ínfima. Em um dia, uma pessoa produz até 1.400 ml de gases no intestino por dia.





Fonte: Bahianoticias

0 comentários:

Postar um comentário