terça-feira, 6 de fevereiro de 2018












Uma sessão especial na Câmara de Vereadores 
de Itabuna, região sul da Bahia, vetou o 
aumento de passagens de ônibus que entraria 
em vigor na cidade esta semana.
Na segunda-feira (5), por causa da insatisfação
popular, a Câmara decidiu interromper o recesso 
para analisar o reajuste da tarifa do transporte coletivo.
Pelo decreto assinado pelo prefeito, o valor iria de 
R$ 2,85 para R$ 3,30 a partir do próximo dia 
8 de fevereiro.
Durante a sessão, houve protesto. Um grupo se 
manifestou contra o aumento e cobrou mais 
transparência do Conselho Municipal de Transporte, 
entidade responsável por aprovar o reajuste.
“A grande intenção do movimento é abrir essa 
caixa do transporte público de Itabuna, que pouco 
se sabe, e que só chega à população, de fato, com
 o aumento da tarifa do transporte coletivo urbano”, 
criticou o estudante Davidson Brito.
Após ser analisada nas comissões permanentes, 
a Câmara identificou que o aumento é abusivo 
e votou um projeto de suspensão do decreto.
Por unanimidade, os vereadores derrubaram o 
aumento nas passagens do transporte público 
do município. Agora, o decreto municipal perde efeito e a passagem permanece custando R$ 2,85.
“As empresas de transporte entraram ano passado, 
e teve um aumento em 2017. Então, por que esse
aumento abusivo para R$ 3,30? O que há de novo?”, questionou o presidente da Câmara, vereador 
Chico Reis.
Em contato com a Prefeitura de Itabuna na 
manhã desta terça-feira (6), e aguarda 
posicionamento da gestão municpal sobre 
o veto.






Fonte: G1

0 comentários:

Postar um comentário