quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Cardeal Carlo Martini

O jornal italiano “Corriere della Sera” publicou, neste sábado (1), a última entrevista do cardeal Carlo Martini, ex-arcebispo de Milão que morreu nesta sexta-feira, aos 85 anos. Na conversa, gravada em agosto , o religioso disse que “a Igreja Católica está cansada” e “200 anos atrasada”.
Destaque entre os católicos progressistas, Martini defendia um posicionamento mais liberal da Igreja Católica, pois acreditava que só assim a instituição iria se aproximar novamente das pessoas. Entre as medidas pregadas pelo ex-arcebispo para conter o afastamento dos fiéis estavam o reconhecimento dos erros do passado e a implantação de mudanças radicais na instituição, começando pelo próprio Papa.
“A nossa cultura envelheceu, as nossas igrejas são grandes e estão vazias e a burocracia aumenta, os nossos ritos religiosos e as vestes que usamos são pomposos”, disse na entrevista, concedida a um padre jesuíta. “Sei que não podemos nos livrar disso facilmente, mas pelo menos poderíamos tentar ser como os homens livres e mais próximos dos fieis”.
O cardeal sofria de Mal de Parkinson há dez anos. Seu corpo será enterrado na segunda-feira, em Milão.
Confira a entrevista:
Como o senhor vê a situação da Igreja?
A Igreja está cansada na Europa do bem-estar e na América. A nossa cultura envelheceu, as nossas igrejas são grandes, as nossas casas religiosas estão vazias, e o aparato burocrático da Igreja aumenta, os nossos ritos e os nossos hábitos são pomposos. Essas coisas expressam o que nós somos hoje? (...)
O bem-estar pesa. Nós nos encontramos como o jovem rico que, triste, foi embora quando Jesus o chamou para fazer com que ele se tornasse seu discípulo. Eu sei que não podemos deixar tudo com facilidade. Menos ainda, porém, poderemos buscar pessoas que sejam livres e mais próximas do próximo, como foram o bispo Romero e os mártires jesuítas de El Salvador. Onde estão entre nós os nossos heróis para nos inspirar? Por nenhuma razão devemos limitá-los com os vínculos da instituição.
Quem pode ajudar a Igreja hoje?
O padre Karl Rahner usava de bom grado a imagem das brasas que se escondem sob as cinzas. Eu vejo na Igreja de hoje tantas cinzas sobre as brasas que muitas vezes me assola uma sensação de impotência. Como se pode livrar as brasas das cinzas de modo a revigorar a chama do amor? Em primeiro lugar, devemos procurar essas brasas. Onde estão as pessoas individuais cheias de generosidade como o bom samaritano? Que têm fé como o centurião romano? Que são entusiastas como João Batista? Que ousam o novo como Paulo? Que são fiéis como Maria de Mágdala? Eu aconselho o papa e os bispos a procurar 12 pessoas fora da linha para os postos de direção. Pessoas que estejam perto dos pobres e que estejam cercadas por jovens e que experimentam coisas novas. Precisamos do confronto com pessoas que ardem, de modo que o espírito pode se difundir por toda parte.
Que instrumentos o senhor aconselha contra o cansaço da Igreja?
Eu aconselho três instrumentos muito fortes. O primeiro é a conversão: a Igreja deve reconhecer os próprios erros e deve percorrer um caminho radical de mudança, começando pelo papa e pelos bispos. Os escândalos da pedofilia nos levam a tomar um caminho de conversão. As questões sobre a sexualidade e sobre todos os temas que envolvem o corpo são um exemplo disso. Estes são importantes para todos e, às vezes, talvez, são até importantes demais. Devemos nos perguntar se as pessoas ainda ouvem os conselhos da Igreja em matéria sexual. A Igreja ainda é uma autoridade de referência nesse campo ou somente uma caricatura na mídia?
O segundo é a Palavra de Deus. O Concílio Vaticano II restituiu a Bíblia aos católicos. (...) Somente quem percebe no seu coração essa Palavra pode fazer parte daqueles que ajudarão a renovação da Igreja e saberão responder às perguntas pessoais com uma escolha justa. A Palavra de Deus é simples e busca como companheiro um coração que escute (...). Nem o clero nem o Direito eclesial podem substituir a interioridade do ser humano. Todas as regras externas, as leis, os dogmas nos foram dados para esclarecer a voz interior e para o discernimento dos espíritos.
Para quem são os sacramentos? Estes são o terceiro instrumento de cura. Os sacramentos não são uma ferramenta para a disciplina, mas sim uma ajuda para as pessoas nos momentos do caminho e nas fraquezas da vida. Levamos os sacramentos às pessoas que precisam de uma nova força? Eu penso em todos os divorciados e nos casais em segunda união, nas famílias ampliadas. Eles precisam de uma proteção especial. A Igreja sustenta a indissolubilidade do matrimônio. É uma graça quando um casamento e uma família conseguem isso (...).
A atitude que temos com relação às famílias ampliadas irá determinar a aproximação à Igreja da geração dos filhos. Uma mulher foi abandonada pelo marido e encontra um novo companheiro que cuida dela e dos seus três filhos. O segundo amor prospera. Se essa família for discriminada, não só a mãe é cortada fora, mas também os seus filhos. Se os pais se sentem fora da Igreja, ou não sentem o seu apoio, a Igreja perderá a geração futura. Antes da Comunhão, nós rezamos: "Senhor, eu não sou digno...". Nós sabemos que não somos dignos (...). O amor é graça. O amor é um dom. A questão sobre se os divorciados podem comungar deve ser invertida. Como a Igreja pode ajudar com a força dos sacramentos aqueles que têm situações familiares complexas?
O que o senhor faz pessoalmente?
A Igreja ficou 200 anos para trás. Como é possível que ela não se sacuda? Temos medo? Medo ao invés de coragem? No entanto, a fé é o fundamento da Igreja. A fé, a confiança, a coragem. Eu sou velho e doente e dependo da ajuda dos outros. As pessoas boas ao meu redor me fazem sentir o amor. Esse amor é mais forte do que o sentimento de desconfiança que às vezes eu percebo com relação à Igreja na Europa. Só o amor vence o cansaço. Deus é Amor. Eu ainda tenho uma pergunta para você: o que você pode fazer pela Igreja?
Fonte: http://www.domtotal.com/noticias/detalhes.php?notId=498280

QUEREMOS UM ESTADO A SERVIÇO DA NAÇÃO
A fala humana mesmo em meio a um imenso turbilhão de barulhos, será sempre inconfundível. "A mais tênue palavra, o menor gemido, o olhar mais tímido ou até mesmo o grito silenciado se erguem mais alto do que a batida ritmada das botas de um pelotão de soldados, ou do troar dos canhões".
O Grito dos Exc1uidos vem confirmar isso. A guerra é travada pelo mercado, pe1a concorrência e pela competitividade. Eles querem o lucro e a acumulação de capital. Para eles o fim justifica os meios. O bombardeio estridente e ensurdecedor do marketing, da propaganda e da publicidade invadem campos e ruas. E por onde passam, vão destruindo florestas, contaminando águas, poluindo o ar, devastam o planeta e ferem a dignidade humana.
No meio desse cenário de destruição surgem iniciativas populares que visam dar um novo sentido à vida humana e á própria civilização. É a sabedoria indígena do bem viver que prioriza o cuidado, a convivência pacifica e a preservação da vida em todos os sentidos. Do chão surgem brotos vivos e novos que levam a repensar um novo tipo de Estado. Um projeto de poder que visa superar os privilégios de poucos e se volta para as necessidades básicas da população mais carente, um verdadeiro projeto de nação, que prioriza a saúde pública e a vida.
Neste ano de 2012 acontece a 18ª edição nacional do Grito dos Exc1uidos, e aqui na diocese de Ilhéus temos a 17ª edição. Este ano o Grito visa combater o esquema tão conhecido pela a metáfora de Gilberto Freire. O Brasil mantém perversamente a dupla forma política, uma para a Casa Grande e outra para a Senzala: sistema de educação e saúde, transporte e segurança, habitação diferentes para os que ocupam o andar de cima da pirâmide social e outra para os de baixo; benesses e privilégios para as camadas superiores, migalhas para os setores de baixa renda.
"Os novos rebentos rasgam o solo ressequido do deserto, tornam este fecundo e apontam para os novos horizontes".
Em meio à escuridão se acendem pequenas luzes que brilham mais fortemente quanto mais densas as trevas, surgem iniciativas, brotos, luzes que são sinais de um patriotismo comprometido na luta pelas reformas necessárias e urgentes, em especial a reforma política.
Soa forte a palavra de Jesus: "Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas, que pagais o dízimo da hortelã, da erva-doce e do cominho, e deixais de lado os ensinamentos mais importantes da lei, como o direito, a misericórdia e a fidelidade. Isto é que deverieis praticar, sem contudo deixar aquilo. Guias cegos! Filtrais o mosquito mas engolis o camelo" (Mt 23,23-24).
Nóa, cristãos, vamos para a Avenida Soares Lopes, no dia 7 de setembro, para lançar este brado que nasce da nossa fé em Jesus Cristo, que disse: "Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância" (Jo 10,10).
Nosso compromisso é com a vida, em especial dos pobres e marginalizados. Sustentados pelo cântico de Maria acreditamos que o Senhor "depôs poderosos de seus tronos, a humildes exaltou, cumulou de bens a famintos e despediu ricos de mãos vazias" (Lc 1,52-53).
Ilheus, setembro de 2012
Dom Mauro Montagnoli
 Bispo diocesano de Ilhéus

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Jadson Albano

Encontra-se publicada no site do TSE uma nova pesquisa registrada em Coaraci, sob o número BA 00102/2012, tendo sido os questionários aplicados nos dias 28 e 29 de agosto. O Contratante da pesquisa é o Senhor Joseval Cunha Silveira Júnior que faz parte do grupo político do candidato Jadson Albano. Assina a pesquisa a estatística Larissa Bitencourt com o CONRE 9463. A Empresa que realizou a pesquisa foi a SIST – Sistema Compasso de Consultoria, Pesquisa e Planejamento Ltda que possui o CNPJ 11.661.310/0001-73.
De acordo com o relatório da pesquisa foram entrevistadas 350 pessoas com idade igual ou superior a 16 anos. Segundo o relatório a margem de erro amostral da pesquisa é de 5% para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%.
De acordo com o resultado na pesquisa estimulada onde são apresentados os nomes dos candidatos o resultado foi: Jadson (42,6%), Josefina (33,4%), Milton (9,7%), Indecisos (7,4%), Janjão (5,1%), Não Sabe/Não Opinou (1,1%), Chico Bala (0,3%), Nenhum/Branco ou Nulo (0,3%).
Na pesquisa espontânea o resultado foi: Jadson (39,4%), Josefina (31,4%), Não Sabe/Não Opinou (11,7%), Milton (8,6%), Indeciso (4,9%), Janjão (3,7%), Nenhum/Branco/Nulo (0,3%) e Chico Bala (0,0%).
Na rejeição os resultados são: Josefina (30,3%), Jadson (21,1%), Não Sabe/Não Opinou (16,6%), Milton (16,3%), Chico Bala (7,4%), Janjão (3,4%), Indeciso (3,1%) e Não Rejeita Ninguém (1,7%).
Clique aqui e confira o relatório completo da pesquisa: Pesquisa BA 00102/2012 (97)
Fonte; Portal Mix

O filme "Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge" ultrapassou a barreira do US$ 1 bilhão nas bilheterias mundiais, afirma o site "Deadline".
Somente nos Estados Unidos o filme arrecadou US$ 431,4 milhões --foram mais US$ 577,7 milhões em outros países. Assim, o último filme da trilogia de Cristopher Nolan ultrapassou a bilheteria do segundo capítulo, "Batman - O Cavaleiro das Trevas".
Essa é a quinta maior bilheteria alcançada por um filme em 2D. Considerando também os filmes 3D, é o 12º longa a mais arrecadar dinheiro em ingressos.
Neste fim de semana o filme "Os Vingadores" também ultrapassou uma marca importante, arrecadando pouco mais de US$ 1,5 bilhão no mundo.
Agora, o filme da Marvel é o terceiro filme a mais arrecadar dinheiro na história, atrás apenas de "Titanic" (1997) e "Avatar" (2009)".
Fonte:Folha de São Paulo

Suelem, Mulher Pêra

Candidata a vereadora pelo PTdoB em São Paulo, Suelem Aline Mendes da Silva, a Mulher Pêra, usou uma foto ousada para tentar atrair votos e atrair o eleitorado paulistano. No Twitter, onde tem mais de 50 mil seguidores, a candidata divulgou uma foto com seu número escrito no bumbum, pedindo votos.
Pêra aproveitou a postagem para explicar suas intenções. "Sou guerreira, funkeira, e mulher de marketing. Assim sendo, fiz essa foto apenas para chamar a atenção e marcar o meu número (…),  sem a ideia de me vulgarizar”.
Ela também prometeu no Twitter que vai mostrar seu "piercing íntimo" caso seja eleita



A cantora sertaneja Paula Fernandes, campeã de vendas de CDs em 2011, ganhou o primeiro round da disputa para rescindir seu contrato com a Talismã, empresa do cantor Leonardo que gerencia sua carreira desde 2008. A decisão é liminar e ainda pode ser revertida.
Paula foi autorizada pela Justiça a marcar os próprios shows e a escolher as campanhas publicitárias nas quais se engajará. Como o contrato dela com a produtora vence só em 11 de novembro, ela terá que depositar em juízo até lá 30% do valor de cada apresentação e 20% de cada comercial até que a Justiça dê a palavra final sobre a questão. A Talismã disse não ter sido notificada.
"Paula Fernandes não está recebendo a agenda dela, nem sabe que shows fará a partir de setembro", diz seu advogado, José de Araujo Novaes Neto. Ele afirma ainda que o desentendimento está fazendo a cantora, que vendeu 1,5 milhão de CDs em 2011, perder apresentações.
fonte : Folha de São Paulo

segunda-feira, 3 de setembro de 2012


Os resultados dos exames de corpo de delito confirmam que as duas garotas de 16 anos foram estupradas por integrantes da banda de pagode New Hit, de acordo com informações do delegado Marcelo Cavalcanti, da cidade de Ruy Barbosa, a cerca de 300 km de Salvador.
O laudo foi concluído na sexta-feira (31) e divulgado apenas nesta segunda (3). O exame foi realizado pelo Departamento de Polícia Técnica de Feira de Santana, a 100 km da capital. "O laudo corrobora com as informações prestadas pelas menores. Não vou dar detalhes porque elas são menores. A perícia das roupas [das garotas] já foi solicitada um dia após a remessa das mesmas para o DPT de Feira de Santana. As investigações continuam. Mais pessoas serão inqueridas acerca do fato, possíveis testemunhas, e estamos aguardando o decorrer das investigações", diz o delegado Marcelo Cavalcanti.
Nove membros do grupo estão presos desde o dia 26 de agosto, quando as vítimas os denunciaram após show em micareta. Além deles, um policial militar, que trabalhava na segurança do grupo, foi transferido para Coordenadoria de Custódia Provisória (CCP) da PM, localizada no Batalhão de Choque, em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador. Ele foi preso suspeito de ter sido conivente com o crime.
Segundo relato das vítimas, elas foram até o trio da banda para pedir autógrafos e tirar fotos com os artistas. Um produtor do grupo teria orientado as garotas a ir para o ônibus da banda, onde denunciaram ter ocorrido a violência sexual. Segundo a polícia, dois integrantes admitiram que fizeram sexo com as adolescentes, porém com consentimento. Os outros negaram que tiveram relação sexual com as garotas.
Defesa
Nesta segunda-feira (3), a Justiça negou o pedido o relaxamento da prisão ou liberdade provisóriados presos, feito pelo advogado Kléber Machado.
Os integrantes da New Hit foram transferidos da Delegacia de Ruy Barbosa para o presídio de Feira de Santana, segundo informações do delegado da unidade, Marcelo Cavalcanti.

Ameaças
A coordenadora de polícia de Itaberaba, Maria Clécia, informou na quinta-feira (30) que as mães das meninas disseram, em depoimento, que elas têm sido ameaçadas e estão amedrontadas com toda a situação. A 12ª Coordenadoria de Polícia de Itaberaba é responsável pela delegacia de Ruy Barbosa, e foi na unidade de Itaberaba que as mães das meninas prestaram queixa na tarde de quarta-feira.
Em depoimento, elas disseram que as filhas não estão saindo de casa e recebem ameaças por telefone. "Elas estão assustadas e não estão indo às aulas. Na verdade, nem elas e nem seus parentes (primos e irmãos) não estão indo para a escola, porque foram motivo de chacota no início da semana. As mães relataram que as meninas estão sendo ameaçadas por telefone, através do celular da família. A informação é que a ameaça é feita sempre por vozes femininas", informou a delegada Maria Clécia.
A coordenadora da 12ª Coorpin informou que as meninas se conhecem porque estudam na mesma escola, mas moram em ruas diferentes. "As duas mães disseram que existe um carro estranho que está rondando a casa delas. Estamos investigando para saber se essas ameaças possuem algum tipo de relação com o momento em que elas estão vivendo", disse.
Fonte: G1


Morreu nesta segunda-feira (3) o ator Michael Clarke Duncan, conhecido por seu trabalho em "À espera de um milagre" (1999), estrelado por Tom Hanks. A informação é da agência Associated Press.
Duncan tinha 54 anos de idade e também atuou em filmes como "Sin city - A cidade do pecado" (2005), "O planeta dos macacos" (2001) e "Armaggedon" (1998). No dia 13 de julho, o ator sofreu uma parada cardíaca, tendo sido reanimado por sua noiva, Omarosa Manigault. Na época, o site TMZ observou que o procedimento era surpreendente, dado que Duncan pesava cerca de 150 quilos.
Desde então, ele estava internado. Ainda em julho, os médicos chegaram a registrar que seu "batimento cardíaco [estava] muito forte". Conhecido por seu porte físico avantajado - o portal IMDb dá conta de que ele tinha 1,96m -, Duncan também chegou a contracenar com Charlie Sheen como convidado especial do seriado "Two and a half man", na pele de um jogador de futebol americano.
Nesta segunda, o TMZ informou que Duncan morreu "de repente". Citando fontes não identificadas, o site escreve que Omarosa, por alguns instantes, deixou o quarto em que o ator estava internado, em Los Angeles. Quando ela retornou ao local, ele já estava morto. Michael Clarke Duncan iniciou sua carreira em 1995, e em seus primeiros trabalhos costumava ser escalado para o papel de segurança ou guarda-costas; ele inclusive assinava como "Big Mike Duncan".
Curiosamente, no entanto, seu papel de maior destaque foi o de um prisioneiro sensível e de poderes sobrenaturais, em "À espera de um milagre". A atuação, que colocava em contraste o estereótipo de sua figura e fragilidade do personagem, fez com que recebesse sua única indicação ao Oscar, de melhor ator coadjuvante.
Fonte: G1